Photo Club Entrada Franca
Fechar!

Photo Club Entrada Franca

Postado por Entrada Franca em 28/02/2013

Desenhando com a Luz, sombras, cores e muitas inspirações. Foto Clube Entrada Franca uma nova opção de cultura e arte em São José dos Campos.

Proxima saída fotográfica: Quinta, 7 de março de 2013 às 18:00. É GRATUITO – PARTICIPE!

  • Photo Club Entrada Franca

    Photo Club Entrada Franca

    Postado por Entrada Franca em 28/02/2013

    Desenhando com a Luz, sombras, cores e muitas inspirações. Foto Clube Entrada Franca uma nova opção de cultura e arte em São José dos Campos.

    Proxima saída fotográfica: Quinta, 7 de março de 2013 às 18:00. É GRATUITO – PARTICIPE!

  • Quem somos

    Quem somos

    Postado por Entrada Franca em 26/08/2010

    A Associação Entrada Franca tem por finalidades divulgar e promover em âmbito local, nacional e internacional a qualidade de vida no dia a dia das pessoas. Mostrar tendências, reflexões, sugestões a valorização da cultura nacional, movimentando-se por meio de registros culturais e históricos, promovendo o desenvolvimento sustentável de interesse da coletividade, com a finalidade social […]

  • O que é qualidade de vida?

    O que é qualidade de vida?

    Postado por Entrada Franca em 26/08/2010

    Qualidade de vida é o método usado para medir as condições da vida de um ser humano. Envolve o bem físico, mental, psicológico e emocional, além de relacionamentos sociais, como família e amigos e também a saúde, educação, arte, cultura, turismo, esporte, poder de compra e outras circunstâncias da vida.

Como a corrida pode ajudar na prevenção da osteoporose

Posted by Entrada Franca   May 30th, 2011   No Comments »
Como a corrida pode ajudar na prevenção da osteoporose

Especialista explica ações fundamentais para manter seus ossos fortes Se o tempo passa e a ‘idade’ chega para todos, melhor estar preparado e fazer tudo que estiver ao alcance para viver uma terceira idade de qualidade, não é? Um problema muito comum e que afeta principalmente as mulheres é a osteoporose, uma doença que acaba levando a uma fragilidade dos ossos e faz com que eles quebrem com mínimos esforços. Após desenvolvida, a osteoporose é uma doença delicada, que exige muitos cuidados, por isso precaver-se é o melhor remédio.

Causas da osteoporose

Como causas primárias estão a menopausa, no caso das mulheres, e a perda da testosterona e o envelhecimento nos homens. Dentre as secundárias estão o imobilismo, o uso de corticóides, problemas reumáticos, ou de alimentação, onde a pessoa não consegue absorver o cálcio ingerido. O tipo físico também pode determinar as chances de ter a doença. A incidência é maior em mulheres brancas com baixa estatura do que em pessoas negras altas.

Por que ela atinge mais as mulheres?

Dra. Pérola Grinber Plapler, médica fisiatra, responsável pelo Grupo de Reabilitação em Osteoporose do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, explica por que a menopausa atua como causadora da doença nas mulheres. “Os hormônios são fundamentais para a boa massa óssea, o estrógeno e a progesterona estimulam células que formam o osso e inibem as células que retiram osso, por essa razão, quando você deixa de ter o hormônio você começa a retirar mais osso do que consegue formar”, esclarece. A fisiatra explica que há ainda uma terceira célula que é fundamental para a formação dos ossos, o osteócito, que morre em maior quantidade durante a menopausa, com isso, a regeneração da massa óssea torna-se reduzida.

Previna-se!

Três atitudes são essenciais para manter os ossos fortalecidos e assim, contribuir para que a doença não tenha chance com você, confira:

Pratique atividade física e exercícios de impacto

“A atividade física estimula a comunicação dos osteócitos, células muito sensíveis a movimento e que se ligam através de terminações formando uma rede de comunicação; quando o exercício começa, eles percebem e informam para todo o osso que é necessário aumentar a produção de massa óssea”, explica a Dra. Pérola. Em exercícios de impacto, como corrida ou saltos, como no vôlei, e na musculação, o estímulo é ainda maior. Com os exercícios intensos, os ossos sofrem microfraturas que, ao serem reparadas, renovam os ossos e aumentam sua resistência. Além disso, a atividade física tem outra função no caso dos idosos. “Haverá melhora de equilíbrio, de coordenação e de flexibilidade, ou seja, se eu tenho um paciente idoso que apresenta essas melhoras, aumentamos a capacidade de reação e evitamos as quedas, diminuindo assim possíveis fraturas”, diz a fisiatra.

Tenha uma alimentação rica em cálcio Se na infância você ouviu muito sua mãe avisar sobre a importância de ingerir leite e também o faz com seu filho, agora você tem a confirmação da sabedoria do ensinamento. Apesar de ser essencial para a vida, “o cálcio não é produzido pelo corpo, por isso ele tem que vir de alguma fonte, e a melhor fonte de cálcio é o leite e seus derivados”, afirma a especialista. Quando não ingerimos a quantidade mínima necessária de cálcio, acabamos destruindo nosso esqueleto para liberarmos o cálcio preso a ele, para continuarmos vivos. Por isso, é importante a dieta rica em cálcio.

Vitamina D: essencial para a absorção do cálcio A vitamina D é o terceiro elemento básico para o auxílio à formação de massa óssea. O esqueleto ósseo precisa ter uma reserva de cálcio para não se autodestruir para liberá-lo, e a vitamina D, produzida através da exposição ao sol e/ou de comprimidos, é fundamental para que o cálcio seja digerido e metabolizado, mantendo essa reserva (que é o esqueleto ósseo) abastecida.

Quem já tem osteoporose pode se exercitar? “Deve”, diz a Dra. Pérola. “A pessoa deve ser avaliada e o exercício deve ser controlado, para evitar fraturas, mas ela deve se exercitar sim, de preferência com exercícios de musculação, que são mais seguros”, avisa a médica. Mesmo aqueles diagnosticados com osteopenia, um estágio antes da osteoporose, devem se exercitar com acompanhamento médico para aumentar a produção de massa óssea.

Fonte: Dra. Pérola Grinberg Plapler, médica fisiatra, responsável pelo Grupo de Reabilitação em Osteoporose, do Instituto de Ortopedia e Traumatologia, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Fonte: Matéria no site Quero me Mexer, www.queromemexer.com.br

Deixar uma resposta