Photo Club Entrada Franca
Fechar!

Photo Club Entrada Franca

Postado por Entrada Franca em 28/02/2013

Desenhando com a Luz, sombras, cores e muitas inspirações. Foto Clube Entrada Franca uma nova opção de cultura e arte em São José dos Campos.

Proxima saída fotográfica: Quinta, 7 de março de 2013 às 18:00. É GRATUITO – PARTICIPE!

  • Photo Club Entrada Franca

    Photo Club Entrada Franca

    Postado por Entrada Franca em 28/02/2013

    Desenhando com a Luz, sombras, cores e muitas inspirações. Foto Clube Entrada Franca uma nova opção de cultura e arte em São José dos Campos.

    Proxima saída fotográfica: Quinta, 7 de março de 2013 às 18:00. É GRATUITO – PARTICIPE!

  • Quem somos

    Quem somos

    Postado por Entrada Franca em 26/08/2010

    A Associação Entrada Franca tem por finalidades divulgar e promover em âmbito local, nacional e internacional a qualidade de vida no dia a dia das pessoas. Mostrar tendências, reflexões, sugestões a valorização da cultura nacional, movimentando-se por meio de registros culturais e históricos, promovendo o desenvolvimento sustentável de interesse da coletividade, com a finalidade social […]

  • O que é qualidade de vida?

    O que é qualidade de vida?

    Postado por Entrada Franca em 26/08/2010

    Qualidade de vida é o método usado para medir as condições da vida de um ser humano. Envolve o bem físico, mental, psicológico e emocional, além de relacionamentos sociais, como família e amigos e também a saúde, educação, arte, cultura, turismo, esporte, poder de compra e outras circunstâncias da vida.

Descubra o prazer de correr

Posted by Entrada Franca   Aug 16th, 2011   No Comments »
Descubra o prazer de correr

Exercícios aeróbios aumentam a liberação de neurotransmissores que geram bem-estar e felicidade; faça essa terapia!


Está comprovado cientificamente que atividades aeróbias como correr proporcionam benefícios para a saúde mental como a redução do nível de estresse, maior concentração e produção no trabalho e melhora de humor no dia a dia. Dentre outros motivos, isso acontece porque esses exercícios aumentam os níveis cerebrais de algumas categorias de neurotransmissores que afetam a mente positivamente.

Por exemplo, durante a corrida, o corpo libera fenilalanina, um neurotransmissor estimulante que aumenta a atividade e agilidade mental. Em razão disso, as pessoas geralmente são capazes de se concentrar melhor depois de exercícios do que em outros momentos.

Já as endorfinas são parcialmente responsáveis pela ‘euforia do corredor’, ou o prazer de correr. Com a atuação delas, mesmo com a exigência de um ‘trabalho duro’ do corpo, o desejo de continuar e ir cada vez mais longe é mais forte. Outros importantes neurotransmissores são a noradrenalina, que aumenta o estado de alerta; a dopamina, que eleva o humor; e a serotonina, comumente visada por antidepressivos pelo efeito calmante e de equilíbrio químico no cérebro.

Os neurotransmissores têm um grande papel na sensação de prazer, mas segundo os autores de “O Corpo do Corredor”, “é pouco provável que os neurotransmissores em geral sejam completamente responsáveis pelo prazer de correr”. Isso se dá porque além de levar as substâncias químicas cerebrais indutoras de prazer mencionadas há pouco, correr também muda o ritmo da atividade cerebral. Assim, induz um padrão rítmico de disparo neural conhecido como estado de ondas alfa, o qual é associado às sensações de tranquilidade e bem-estar.

Além disso, um número crescente de psiquiatras acredita que os exercícios aeróbios são a melhor terapia de humor disponível, por terem visto através de estudos empíricos a redução do número de deprimidos e da utilização de antidepressivos em pessoas em tratamento. Quando praticados de modo constante, há um aumento geral de felicidade. Por isso, não perca tempo e comece a correr para trazer mais prazer para a sua vida!

Fonte: Site – Mexa-se. TUCKER, R.; DUGAS, J.; FITZGERALD, M. O Corpo do Corredor – Como as últimas descobertas podem ajudá-lo a correr com mais vitalidade, velocidade e a percorrer maiores distâncias. São Paulo: Editora Gente, 2010. 330 p.

Deixar uma resposta