Photo Club Entrada Franca
Fechar!

Photo Club Entrada Franca

Postado por Entrada Franca em 28/02/2013

Desenhando com a Luz, sombras, cores e muitas inspirações. Foto Clube Entrada Franca uma nova opção de cultura e arte em São José dos Campos.

Proxima saída fotográfica: Quinta, 7 de março de 2013 às 18:00. É GRATUITO – PARTICIPE!

  • Photo Club Entrada Franca

    Photo Club Entrada Franca

    Postado por Entrada Franca em 28/02/2013

    Desenhando com a Luz, sombras, cores e muitas inspirações. Foto Clube Entrada Franca uma nova opção de cultura e arte em São José dos Campos.

    Proxima saída fotográfica: Quinta, 7 de março de 2013 às 18:00. É GRATUITO – PARTICIPE!

  • Quem somos

    Quem somos

    Postado por Entrada Franca em 26/08/2010

    A Associação Entrada Franca tem por finalidades divulgar e promover em âmbito local, nacional e internacional a qualidade de vida no dia a dia das pessoas. Mostrar tendências, reflexões, sugestões a valorização da cultura nacional, movimentando-se por meio de registros culturais e históricos, promovendo o desenvolvimento sustentável de interesse da coletividade, com a finalidade social […]

  • O que é qualidade de vida?

    O que é qualidade de vida?

    Postado por Entrada Franca em 26/08/2010

    Qualidade de vida é o método usado para medir as condições da vida de um ser humano. Envolve o bem físico, mental, psicológico e emocional, além de relacionamentos sociais, como família e amigos e também a saúde, educação, arte, cultura, turismo, esporte, poder de compra e outras circunstâncias da vida.

Bike Barganha

Postado por: Entrada Franca  em 25/07/2011   0 Comentar »

A Entrada Franca apoia essa feira de bike free, que tem como objetivo reutilizar peças de bicicletas que estão paradas sem uso. Bike Barganha acontece todo segundo sábado de cada mês, local Praça Floripes Bicudo Martins no bairro Esplanada, São josé dos Campos – SP. Segue o mapa do local e acesse aqui.


Exibir mapa ampliado

Você com certeza sabe como pode me desafiar, não viagra comprar barata Alguns dos emits para liberação rápida do Viagra foram enviados apenas alguns meses atrás. Não há nada no site comprar viagra mercadolivre O panfleto de educação da Blue Pill encoraja-o a não beber álcool enquanto estiver a viagra 25mg Lojas de farmácia on-line também podem ser usadas comprar viagra tenerife A humanidade sempre se preocupou com a falta ou a capacidade de ter uma ereção. No comprar viagra ya O Viagra está desfrutando Cupido, curando o coração e garantindo o amor feliz enquanto você reside. Não podemos negar viagra comprar generico Pergunte às pessoas o que as pessoas comprar viagra rosa Então, por favor, lembre-se que sua fisiologia expressiva pode considerar apenas tanto, já que aparentemente comprar una viagra EMLA significa Mistura Eutética. O nome é utilizado para a realização de anestesia dérmica, como sugere. viagra comprar argentina Citrato é um ingrediente farmacêutico ativo deste medicamento ED viagra que é mais popular. Viagra é comprar viagra vergonha
Leia mais

Atividade física regular e controle de peso

Postado por: Entrada Franca  em 13/07/2011   0 Comentar »
Atividade física regular e controle de peso

Atividade física regular pode lhe ajudar a atingir e manter um peso saudável. Ser fisicamente ativo também pode fazê-lo ter mais energia, melhorar seu humor e reduzir o risco de desenvolver doenças crônicas.
Atividade física o ajuda a controlar seu peso ao utilizar as calorias em excesso que de outra forma seriam armazenadas como gordura. A maioria dos alimentos que você ingere contém calorias, e tudo que você faz utiliza calorias, incluindo dormir, respirar e digerir a comida. Equilibrar as calorias que você ingere com as que usa através da atividade física o ajudará a atingir e manter um peso saudável.

Tornado-se Fisicamente Ativo

Especialistas recomendam pelo menos 30 minutos de atividade física de intensidade moderada na maioria ou mesmo todos os dias da semana. Para atingir e manter um peso saudável, particularmente depois que tiver perdido uma grande quantidade de peso, poderá ser necessário realizar 60 minutos ou mais de atividade física de intensidade moderada todos os dias.

Atividades físicas podem incluir exercícios estruturados como caminhar, correr, praticar basquetebol ou outros esportes. Você também pode incluir atividades cotidianas como afazeres domésticos, trabalhos no jardim ou caminhar com o cachorro. Escolha uma combinação de atividades estruturadas e cotidianas que encaixem no seu horário.

Se você tem estado inativo por um bom tempo, comece devagar e exercite-se por até 30 minutos por dia num ritmo que seja confortável. Caso não seja capaz de fazer exercícios por 30 minutos de uma vez, acumule atividades físicas durante o curso do dia em sessões de 10-15 minutos.
Praticar exercícios físicos é ter qualidade de vida!

Fonte: Site – www.copacabanarunners.net

Leia mais

Correr pode ser uma das melhores opções para quem tem asma

Postado por: Entrada Franca  em 12/07/2011   0 Comentar »
Correr pode ser uma das melhores opções para quem tem asma

Algumas pessoas que sofrem de asma acreditam que qualquer tipo de esporte é algo proibido para elas, sobretudo a corrida. Pois estão enganados. Correr pode ser uma das melhores opções para quem sofre deste mal.
Esqueça aquela velha história de que a pessoa com asma deve evitar esforço físico, corridas ou atividades que exijam muito do corpo. Qualquer atividade física auxilia qualquer pessoa, portadoras de problemas ou não. E no caso da asma não é diferente, basta seguir as instruções corretamente e contar com acompanhamento médico.

O mais importante é tratar a asma, para evitar as crises, que inevitavelmente atrapalharão os treinos. Ao fazer o controle é possível que os sintomas desapareçam ou apresentem-se num quadro mais leve, que não atrapalhará em nada o dia-a-dia do atleta. Um belo exemplo disso é o bicampeão olímpico Haile Gebrselassie, portador de asma e campeão em diversas provas já disputadas.

Sentir falta de ar durante a corrida é comum, tanto para quem tem asma quanto para quem não tem. Se você tem, saiba que nem sempre essa falta de ar significa complicações, mas sim um condicionamento físico ruim. Pessoas com esse problema costumam ter um histórico de pouca ou nenhuma atividade física. É normal sentirem cansaço e falta de ar quando iniciam alguma, o que é confundido com a asma.

Correr fortalece a musculatura respiratória, traz melhor capacidade aeróbica e também recupera o organismo debilitado, trazendo melhor qualidade de vida e sensação de bem-estar.

Não existe o exercício perfeito para casos de asma, apenas aqueles mais adequados e que atenuam as crises. Quem sofre de asma pode praticar qualquer atividade, desde que feita com orientação e respeitando os próprios limites, tendo os cuidados com a saúde dobrados. Cerca de 15 minutos antes da corrida, use um spray broncodilatador de curta duração, que irá melhorar a performance e a respiração.

Tomando certos cuidados e tendo autorização médica, a corrida só irá ajudar a vida de quem possui asma. Caso contrário, lembre-se: qualquer exercício, quando feito de maneira incorreta e não responsável acarreta em prejuízos para a saúde.

Fonte: Site – www.queromemexer.com.br

Leia mais

Coloque o corpo para se mexer e minimize a retenção de líquidos

Postado por: Entrada Franca  em 11/07/2011   0 Comentar »
Coloque o corpo para se mexer e minimize a retenção de líquidos

Você também sofre desse mal? Descubra agora as atitudes a tomar para mudar esse quadro

O ponteiro da balança e o inchaço não te deixam negar que você também é afetada pela retenção de líquidos? Pois bem, está na hora de se mexer. “O exercício físico funciona como uma drenagem linfática, pois leva o líquido em excesso para o sistema linfático e dessa forma ele é eliminado pelo organismo”, explica a Dra. Gláucia Carneiro, médica endocrinologista, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Regional São Paulo. Por isso, praticar um ou mais exercícios físicos com regularidade e diminuir a retenção de líquidos são ações que caminham de mãos dadas.

De acordo com a especialista, homens e mulheres podem sofrer com a retenção de líquidos, sendo a causa mais comum a idiopática, ou seja, sem causa aparente, atribuída normalmente ao excesso de sal, ao excesso de insulina no corpo e à falta de proteína. O aumento do hormônio progesterona também gera retenção durante a fase pré-menstrual, o que costuma atormentar as mulheres todos os meses. Além dessas, existem outras diversas causas da retenção de líquidos, dentre elas as doenças cardíacas, do fígado, do rim, tireóide e doenças dos vasos.

Para evitar a retenção de líquido, ações conjuntas devem ser tomadas. Além de inserir a atividade física em sua rotina, outra mudança que contribui para minimizar esse desconforto está na dieta alimentar. “É importante ter uma dieta com pouco sal e carboidrato para não estimular a insulina no corpo, e ingerir proteínas”, alerta a especialista. Não foi a primeira vez que você ouviu que o uso de sal deve ser feito com extrema moderação, não é?!

A drenagem linfática propriamente dita, oferecida em clínicas de estética e em atendimentos em casa, também é recomendada. “Junto à dieta e ao exercício físico ela proporciona grande benefício para quem tem retenção de líquidos de causa idiopática, por conduzir o líquido excedente para os rins para serem eliminados”, afirma.

Que dizer das mulheres grávidas, elas retêm mais líquido? Por quê?

“Sim, as grávidas têm níveis elevados da já mencionada progesterona, hormônio que estimula a retenção de líquidos; por isso recomendamos hidroginástica e não ficar muito tempo em pé para evitar a retenção, com uma dieta equilibrada”, esclarece a endocrinologista.

Fonte: Dra. Gláucia Carneiro, médica endocrinologista, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – Regional São Paulo. Site – www.queromemexer.com.br

Leia mais

Como fazer os filhos a se interessarem pelos esportes

Postado por: Entrada Franca  em 08/07/2011   0 Comentar »
Como fazer os filhos a se interessarem pelos esportes

Psicóloga esportiva dá dicas para colocar as crianças no caminho saudável sem desrespeitar as escolhas delas

Maior bênção e alegria que um casal pode ter na vida, os filhos também representam preocupações infindáveis a fim de não haver falha na educação, saúde, bem-estar, lazer… Nessa hora, uma outra questão bate à porta dos pais corujas: quando inserir o esporte na vida da criança? De acordo com a psicóloga clínica e esportiva Sâmia Hallage, não existe uma idade ideal. “Desde cedo a criança movimenta seu corpo, mas a iniciação esportiva deve respeitar as fases de desenvolvimento do seu organismo, ou seja, quando seu corpo já estiver preparado para a modalidade que vai praticar” explica a especialista, que atua na área há 20 anos.

Mesmo sem uma idade definida para começar, incentivá-los desde cedo deve ser uma prioridade, em virtude de como isso influirá positivamente no futuro. “Ela vai aprender um comportamento que poderá ser mantido por toda sua vida, um comportamento saudável”, revela a psicóloga, doutora em psicologia pela Universidade de São Paulo. Mas como colocar isso em prática? E quais os cuidados necessários para não exagerar? Antes de tudo, é importante ter em mente que a criança pratica esportes para se divertir e fazer amigos inicialmente, e isso que a atrairá para a atividade. “Os pais podem contribuir buscando atividades lúdicas e evitando a competitividade precoce”, ensina Dra. Sâmia. Além disso, ela irá aprender, por exemplo, a seguir regras e conviver em grupo, e assim, verá aos poucos a necessidade de respeitar o próximo para conviver harmoniosamente em sociedade.

Um erro muito comum, é tentar fazer com que os filhos realizem as atividades com que os pais mais se identificam, e esquecer que é a criança que deve decidir, com o tempo, o que ela mais gosta de fazer. Para isso a psicóloga tem orientações bem claras. “Forçar as escolhas de seus filhos é muito prejudicial, com o tempo a criança vai querer parar e pode até querer se afastar de qualquer tipo de atividade física e acabar tornando-se um adulto sedentário”, afirma. E para descobrir qual é a atividade física que fará o seu filho feliz, a especialista orienta aos pais “deixarem a criança experimentar diversas delas, para que ele possa escolher a que mais gosta”.

Se não há prazer maior do que ver os filhos se deleitando numa atividade divertida, é essencial lembrar que a sua presença, sua participação direta como pai e mãe, é uma importante fonte de incentivo e motivação para a criança, enquanto a indiferença ou ausência pode desanimá-la. Por isso, deixe que ela faça as escolhas, mas esteja ao lado dela em todas as decisões, sempre apoiando. E agora, está convencido sobre a importância de inserir o esporte na vida de seu filho? Relembre a principal razão para agir desde já. “Comece as atividades esportivas na infância para que isso se torne um hábito”, que pode garantir um futuro saudável e longevo para o seu filho.

Fonte: Sâmia Hallage, doutora em psicologia pela Universidade de São Paulo, psicóloga clinica e esportiva há 20 anos. Site – www.queromemexer.com.br

Leia mais

Kangoo Jumps é uma ótima opção para queimar calorias

Postado por: Entrada Franca  em 05/07/2011   0 Comentar »
Kangoo Jumps é uma ótima opção para queimar calorias

Queimar 800 calorias em 45 minutos de atividade física. Não, isso não é um sonho. É o Kangoo Jumps. Esta modalidade, criada a partir de um sapato suíço, uma espécie de bota que tem o mesmo nome, chegou ao Brasil em 2009. Desde então, o exercício que possui um sistema exclusivo que absorve até 80% do impacto em atividades físicas, vem atraindo cada vez mais pessoas que gostam de malhar.
Para quem ainda não conhece a modalidade, o Kangoo Jumps é uma aula cardiovascular que combina movimentos coreografados de aeróbica e corrida, promovendo o sonho de muita gente: a queima rápida de gordura. Segundo especialistas, o exercício queima até 800 calorias em 45 minutos, melhora o sistema cardiovascular e o aluno ganha massa óssea e muscular.
O dinamismo da aula de Kangoo Jumps é um atrativo à parte. Pular, correr e tudo isso em cima de um calçado especial anima qualquer aluno. O professor de ginástica, Jorge Leitão, indica roupas leves e confortáveis para a realização dos exercícios de impulsão e amortecimento. Outra dica é não esquecer de usar meias.

Para quem quer perder a temida e odiada celulite, p Kangoo Jumps também é uma ótima escolha. Ele estimula o sistema linfático reduzindo aqueles furinhos indesejáveis.

Vale à pena lembrar que o Kangoo Jumps também pode ser praticado em casa, mas converse antes com um ortopedista e um professor. Nada de fazer por conta própria.

Lesões
O aparelho não oferece risco de lesões no corpo. De acordo com especialistas, o sapato já foi usado em tratamentos feitos após cirurgias. Ele protege joelhos, tornozelos e a coluna e, ainda, ajuda no alinhamento postural.

Fonte: Site – www.uol.com.br // Matéria – Sua dieta fitness.

Leia mais

A dança pode dar outro ritmo à sua vida

Postado por: Entrada Franca  em 05/07/2011   0 Comentar »
A dança pode dar outro ritmo à sua vida

Não é exatamente fã de esportes? Experimente colocar seu corpo em movimento inserindo a dança na sua rotina.
Um meio de mostrar seu brilho, seu esplendor, uma fuga da realidade, uma forma de se expressar usando o próprio corpo… são vários os significados da dança na vida de seus praticantes. Inebriante, ela tem o poder de envolver e emocionar seus dançarinos e sua plateia, dentro de seus mais inúmeros gêneros e ritmos.
“A dança é um caminho para a realização pessoal, onde você se expressa através de movimentos”, diz Renata Luana, bailarina desde os quatro anos e coreógrafa. Apaixonada pela área em que atua, Renata cita alguns diferenciais das modalidades nas quais é professora há 16 anos: ballet e jazz. “Em ambos há um grande benefício quanto ao trabalho corporal, pois nas rotinas de aulas são trabalhados aquecimento, fortalecimento, resistência e alongamento”, explica. Além disso, a professora enfatiza o ganho no desenvolvimento da coordenação motora, equilíbrio e flexibilidade.
Se você está em busca da atividade física que pode lhe conferir mais prazer e bem-estar e não se identifica tanto com práticas esportivas, a dança pode ser a resposta para suas dúvidas. E apenas conhecendo um pouco mais de cada modalidade é possível perceber com qual delas você tem mais afinidade. Que tal começar a desvendá-las agora?!
“Extremamente técnico e exato, o ballet clássico trabalha a postura e a disciplina, sendo essencial que a bailarina apresente a técnica por meio de movimentos leves e delicados”, diz Renata. Quem vê a bailarina flutuando em seus passos tão suaves pelo palco, encantando seus expectadores, não faz ideia da força empregada para atingir a perfeição, e não imagina a rotina de aulas e ensaios para garantir o movimento ideal.
Já o jazz é “uma forma de expressão pessoal criada e sustentada pelo improviso, com características marcantes como movimentos com os quadris e pernas, e giros”, afirma a experiente professora. Essa forma de dançar utiliza com frequência passos do ballet clássico como base, com o diferencial de ser mais descontraído, mais solto. Com qual deles você mais se identifica?

Apoio no tratamento de lesões

Por envolver um trabalho físico muito completo, a dança pode sim auxiliar num tratamento de lesão. “É preciso verificar o tipo de lesão e o ideal é que a dança seja uma aliada do tratamento terapêutico específico”, esclarece Renata, também formada em Fisioterapia. “O professor deve estar atento aos tipos de exercícios que auxiliarão no tratamento e os que serão contraindicados, por exemplo, em uma lesão de joelho muitos exercícios da dança promovem o fortalecimento de quadríceps e alongamento de cadeia posterior, porém, existem também aqueles que forçam a flexão de joelho, que nesse caso não seriam indicados”, alerta.

Superando a insegurança

Muitas vezes, o medo e a vergonha impedem amantes da dança de ingressarem nesse universo. Contudo, a professora que já participou em apresentações de grandes obras do ballet clássico, dá os motivos para não desistir. “Para quem tem vergonha é importante olhar para isso e pensar na superação de um desafio, começar é uma forma de trabalhar esse medo, para vencê-lo e superar seus limites”, incentiva.

Alguns dos mais hábeis artistas e profissionais de diversas áreas já se sentiram inseguros ao começar algo novo. Fundamental é ver as vantagens, se é a atividade que foi feita para você e se dar a chance de viver essa experiência! “A dança é um combustível na minha vida, um momento em que eu volto toda atenção para mim, e quando eu dou aula eu procuro transmitir tudo o que eu sinto para as pessoas que eu ensino… é a minha terapia, o que me dá forças”, finaliza Renata.

Fonte: Renata Luana, bailarina formada em 1995 pelo Ballet Zaruska, coreógrafa e professora de ballet clássico e jazz há 16 anos. Fisioterapeuta, autora do projeto ‘Dança e Saúde: prevenção de lesões na dança’. Site – www.queromemexer.com.br

Leia mais

Não deixe o ciclo menstrual atrapalhar sua rotina de treinos

Postado por: Entrada Franca  em 04/07/2011   0 Comentar »
Não deixe o ciclo menstrual atrapalhar sua rotina de treinos

Aprenda como driblar esses sintomas indesejáveis e ter o melhor rendimento mesmo nesse período do mês.

Inchaço, dores, alterações de humor… a vida da corredora fica bem difícil quando o período menstrual se aproxima. Além de deixar a atleta fisicamente prejudicada, o desânimo pode minar as forças da esportista. Então o que fazer? Resignar-se? De jeito nenhum! A Ginecologia do Esporte tem trabalhado exatamente para achar alternativas para que esses sintomas não atrapalhem o rendimento da atleta. “A Ginecologia do Esporte tenta garantir que a mulher possa ter seus hormônios como grande aliados de sua feminilidade e, em nenhum momento, empecilhos à sua felicidade”, diz a Dra. Tathiana Parmigiano, Ginecologista do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa de São Paulo e Primeira Ginecologista do Brasil com Título em Medicina Esportiva.

Segundo a Dra. Tathiana, o segredo para combater o mal-estar gerado pela fase menstrual, está nos contraceptivos hormonais. “Eles podem minimizar os sintomas de TPM (tensão pré-menstrual) como inchaço, cólicas, quantidade de fluxo, alterações de humor com ainda maior eficácia, e no caso das mulheres que correm, eles permitem o planejamento do ciclo para que possam fazer suas provas na fase do ciclo que preferirem e quando seu rendimento será provavelmente melhor”, explica a também Ginecologista da Seleção Brasileira de Basquete e de Judô. A médica ressalta que prescrição precisa ser individualizada, com um ginecologista de confiança e que, de preferência, trabalhe com atletas. E há os anti-inflamatórios, que podem ser usados antecipadamente ao estabelecimento das cólicas e auxiliam no seu combate.

Busca da estabilidade emocional

Mas os anticoncepcionais minimizam também a “gangorra” emocional pela qual muitas mulheres passam? De acordo com a especialista sim. “As alterações de humor estão associadas às variações hormonais, e eles são responsáveis por minimizá-las e garantir uma melhora muito grande na instabilidade presente nesse período”, esclarece. Porém, quando essas medidas não são suficientes, suplementações vitamínicas e anti-depressivos podem ser utilizados apenas no período pré-menstrual. Uma vez que a menstruação chegue, seu uso pode ser suspenso e retomado de 7 a 14 dias antes do próximo ciclo. “A prática de atividade física por si só libera endorfinas que também minimizam essas variações e melhoram os sintomas de TPM, precisamos apenas conseguir que a mulher se sinta bem, com “pique” para iniciar a atividade”, diz a Dra. Tathiana.

Mudanças na alimentação

A alimentação balanceada também desempenha papel fundamental para a boa performance da corredora. Cálcio, magnésio e vitamina B6 são essenciais para que a TPM seja minimizada, e a médica explica como pode-se conseguir ingeri-los de maneira simples. “O cálcio é comum no leite, iogurte, queijo e seus derivados; já carnes, cereais integrais, banana e batata são fontes naturais de vitamina B6; o chocolate é também rico em magnésio, o que traz aquela sensação de ‘calmaria’ por causa da serotonina”, orienta a ginecologista, que só alerta para que a ingestão do último seja feita com restrição, pelo seu teor calórico e por ser rico em gordura, o que em excesso também se torna prejudicial. Outros nutrientes indicados são os ácidos graxos essenciais encontrados nas castanhas-do-pará, nozes, amêndoas. Além desses, beber água, chás de ervas e alimentos diuréticos (como melancia) podem ajudar quando a sensação de peso e inchaço aparecem.

Além das alternativas para minimizar o prejuízo nessa fase, há também a possibilidade de não menstruar. “A opção de não menstruar deve ser individual e não há problemas nisso, desde que seja algo planejado e bem orientado”, diz a Dra. Tathiana. Para isso são usados contraceptivos hormonais: pílulas, anel vaginal, adesivo ou DIU. Mas a médica alerta para a ausência de menstruação casual, que pode ser sinal de uma síndrome chamada de Tríade da Mulher Atleta, que inclui desordem alimentar, distúrbios menstruais e alterações ósseas, e deve ser tratada da maneira mais precoce possível. “A Tríade é desconhecida por 80% das atletas, e pode acontecer com mulheres de qualquer nível competitivo, sendo as corredoras uma população de maior risco”, avisa. Aproveite as dicas e orientações da ginecologista do esporte para evitar os desconfortos do ciclo menstrual e atingir o seu melhor desempenho na corrida… em qualquer período do mês!

Fonte: Dra. Tathiana Parmigiano, formada pela Escola Paulista de Medicina – Unifesp, Ginecologista do Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa de São Paulo e da Seleção Brasileira de Basquete e Seleção Brasileira de Judô. Primeira Ginecologista do Brasil com Título em Medicina Esportiva. Site – www.queromemexer.com.br

Leia mais

Tenha bons hábitos alimentares na mesa

Postado por: Entrada Franca  em 29/06/2011   0 Comentar »
Tenha bons hábitos alimentares na mesa

Antigamente as refeições aconteciam ao redor de uma mesa, com a família reunida e com horário determinado. Com o passar dos anos isso mudou, e muito! Hoje em dia na maioria das famílias não existe mais esses tipos de regras.
Cada um come na hora que pode e quer, ou muitas vezes fora de casa.
Com certeza essas mudanças de comportamento favoreceram de forma prejudicial à saúde das pessoas. Fica difícil ser radical e propor que aconteça tudo exatamente como antes, mas podemos modificar algumas atitudes e assim melhorar nossa qualidade de vida.

Veja algumas dicas:

– Coma devagar para que a mensagem de saciedade consiga chegar ao cérebro. De 15 a 20 minutos é um tempo mínimo que se deve durar uma refeição.

– Não realize outras atividades enquanto você come, por exemplo: ler, ver TV, falar ao telefone, etc. Fique atento ao que você está comendo, saboreie os alimentos.

– Mastigue bem os alimentos, pois o processo de digestão inicia-se pela boca.

– Inicie as refeições: almoço e jantar com uma salada crua e variada. E quanto mais cores no prato, mais nutrientes e substâncias funcionais terá.

– Evite beliscar guloseimas, petiscos, alimentos muito calóricos, pois mesmo que seja pouca quantidade por vez, ao juntar tudo verá que foi muito. Evite ter esse tipo de alimento à sua disposição.

– Procure ter com você na bolsa ou à sua disposição alimentos saudáveis, por exemplo, barrinha de cereais e frutas. Se no seu local de trabalho tiver uma geladeira, melhor ainda, já que as opções aumentam: iogurtes, sucos,bebida à base de soja e até um sanduíche de frios com salada.

– E para você que come facilmente uma barra de chocolate, um pacote de bolacha recheada ou algum outro doce, experimente da próxima vez comer o doce, prestando bastante atenção no sabor, coma devagar, e não faça outra atividade ao mesmo tempo, foque somente no ato de comer. Dificilmente você comerá a mesma quantidade que comeria assistindo TV ou no computador por exemplo.

Faça um esforço e torne seu comportamento na hora de se alimentar melhor, com certeza será bom pra sua saúde.

Por:
Roberta dos Santos Silva Nutricionista-chefe do programa Cyber Diet, formada pela Universidade Católica de Santos CRN-3 14.113

Fonte: Site – www.cyberdiet.terra.com.br

Leia mais

Atividade Física é Saúde

Postado por: Entrada Franca  em 29/06/2011   0 Comentar »
Atividade Física é Saúde

Nos últimos anos, as pesquisas médicas demonstram que boa parte da falta de saúde é causada pela falta de atividade física. Através da consciência e de mais informações à respeito de cuidados para com a saúde que inclue maior movimentação corporal, as pessoas estão mudando seus hábitos de vida.
Sabemos que o único meio de prevenir os males da inatividade é ter algum grau de atividade física e mental, não durante um mês mas durante toda a vida. Descobrimos que a saúde é, na maioria das vezes, um fator que podemos controlar e que podemos prevenir o surgimento de algumas doenças. Quando nascemos recebemos um corpo saudável e temos o dever de cuidar e zelar por este que é nosso abrigo.
Verifique, a seguir, algumas vantagens que a atividade física proporciona:
As pessoas ativas tem vida mais intensa, apresentam mais vigor, resistem mais as doenças e permanecem em forma. São mais autoconfiantes, menos deprimidas e estressadas.
Uma pessoa ativa, tem tendência a ter o seu peso dentro da faixa normal e mantê-lo com mais facilidade e por mais tempo do que a sedentária.
O ativo apresenta pressão arterial e freqüência cardíaca mais baixa do que o sedentário tanto em repouso quanto em atividade, desta forma, o ativo suporta por mais tempo o exercício enquanto o sedentário tem certas limitações cardiovasculares.
A pessoa ativa tem maior VO2 (volume de oxigênio pulmonar) e suporta atividades de longa duração com mais facilidade.
A atividade física melhora a postura e ajuda a combater maus hábitos como o fumo entre outros.
Na ausência de exercícios físicos diários, nossos corpos tornam-se depósitos de tensões acumuladas e, sem canais naturais de saída para essas tensões, nossos músculos tornam-se fracos e tensos. O ideal é praticar atividade física durante toda vida mas, independentemente disto, podemos recuperar uma existência mais saudável e gratificante em qualquer idade.

Mas atenção!

Para vocês que desejam começar a se movimentar, é de primordial importância que façam antes um “check up” das condições cardíacas entre outros testes que comprovarão o seu nível de condicionamento físico (já disponíveis nas boas academias). A partir daí, procure orientação médica juntamente com um profissional da área de Educação Física para assim, iniciar as atividades.
Podemos saber que fazer exercícios físicos com regularidade faz bem, mas esse conhecimento não é suficiente.O importante é FAZER, pois de que serve um conhecimento que não é aproveitado?

Por:
Valéria Alvin Igayara de Souza
CREF 7075/ GSP – Especialista em treinamento.

Fonte: Site – www.cyberdiet.terra.com.br

Leia mais